top of page
  • Foto do escritorRicardo Vargues - Fisioterapeuta

Dor Ciática: Como a fisioterapia pode ajudar no tratamento da dor ciática.

Atualizado: 20 de fev.


Sofre de dor ciática? Se sim, sabe o quão debilitante e incapacitante essa condição pode ser. A dor ciática ocorre quando o nervo ciático, que se estende desde a parte inferior das costas até as pernas, é comprimido ou danificado por diversos fatores como hérnias de disco, estenose espinhal (estreitamento do canal espinhal) ou lesões na coluna vertebral. Isso pode levar a uma dor aguda e latejante, formigueiro, fraqueza muscular e até mesmo a uma sensação de queimadura.

É essencial buscar tratamento médico assim que os primeiros sintomas aparecem para evitar complicações no futuro e para melhorar a sua qualidade de vida.


Causas da dor ciática
Causas da dor ciática.

Prevalência da dor ciática

A dor ciática é um problema de saúde comum que afeta muitas pessoas em todo o mundo. A prevalência da dor ciática é difícil de determinar com precisão, mas estima-se que cerca de 40% das pessoas sentem algum tipo de dor ciática durante a sua vida.

Este tipo de dor pode afetar pessoas de todas as idades, mas é mais comum em pessoas com mais de 40 anos e em pessoas que levam um estilo de vida sedentário. Fatores como obesidade, tabagismo, lesões na coluna vertebral e trabalho físico pesado também podem aumentar o risco de desenvolver dor ciática.

Embora a dor ciática possa ser debilitante, a maioria das pessoas recupera completamente com um tratamento adequado. É importante procurar ajuda se sofre de dor ciática, para obter um diagnóstico preciso e iniciar um plano de tratamento eficaz.

Felizmente, a fisioterapia pode ajudá-la/lo a aliviar a dor ciática, melhorar a sua mobilidade e prevenir futuras lesões. Neste artigo, abordo os benefícios da fisioterapia na dor ciática e como posso ajudar a aliviar o desconforto.

Como lhe posso ajudar com a fisioterapia?

A fisioterapia pode ser uma opção de tratamento eficaz para a dor ciática. O objetivo é reduzir a dor e a inflamação, melhorar a mobilidade e a flexibilidade e prevenir futuras lesões. Em conjunto iremos desenvolver um plano de tratamento personalizado para atender às suas necessidades específicas.

Exercícios de fortalecimento são uma componente-chave do tratamento de fisioterapia para a dor ciática. Eles ajudam a fortalecer os músculos da região lombar e abdominal, ajudando a aliviar a pressão sobre o nervo ciático. Exercícios de alongamentos também são importantes para melhorar a flexibilidade e reduzir a tensão muscular.

Além disso, utilizo técnicas de terapia manual, como mobilizações vertebrais ou liberação miofascial. Essas técnicas ajudam a reduzir a tensão muscular, promovem a mobilidade vertebral e a melhoria da circulação sanguínea, contribuindo para o alívio da dor ciática.

Pessoas com dor ciática crónica têm a sua qualidade de vida afetada significativamente. É importante referir que o tratamento da dor ciática crónica pode levar tempo e exigir um esforço adicional da sua parte, mas com um plano de tratamento personalizado e acompanhamento regular e especializado, muitos pacientes experienciam uma melhora significativa da sua condição.

Benefícios da fisioterapia

Os benefícios da fisioterapia para a dor ciática são muitos. Além de aliviar a dor, a fisioterapia ajuda a melhorar a postura e a mecânica corporal, o que pode prevenir lesões futuras. A fisioterapia também ajuda a melhorar a qualidade de vida, permitindo que faça as suas atividades diárias com mais facilidade.

Outro benefício da fisioterapia é que ela é uma opção não invasiva e não farmacológica para o tratamento da dor ciática. Isso significa que não precisa se preocupar com os efeitos colaterais dos medicamentos ou com os riscos associados à cirurgia.


Como prevenir a reincidência da dor ciática após o tratamento com fisioterapia?

Embora nem sempre seja possível evitar a dor ciática, existem algumas medidas que pode tomar para reduzir o risco de reincidência:

  • Manter uma postura adequada ao sentar, em pé e ao dormir;

  • Evitar levantar objetos pesados e fazer movimentos bruscos que podem causar lesões na coluna vertebral;

  • Praticar exercícios regularmente para manter a flexibilidade, força e resistência muscular;

  • Alongar antes e depois dos exercícios para evitar lesões musculares;

  • Tomar medidas para reduzir o “stress”, como praticar meditação, ioga ou outras atividades relaxantes do seu interesse;

  • Manter-se hidratada/o garante a saúde e função dos discos vertebrais (amortecer as cargas que são aplicadas sobre eles, além de possibilitar a mobilidade da coluna);

  • Hábitos saudáveis como uma alimentação equilibrada e sono adequado podem contribuir para prevenir o retorno dos sintomas da dor ciática.



Perguntas frequentes

A fisioterapia é dolorosa?

A fisioterapia geralmente não é dolorosa, o tratamento não é invasivo e ajuda a aliviar a dor sem cirurgia.

Quantas sessões de fisioterapia são necessárias para tratar a dor ciática?

O número de sessões de fisioterapia necessárias para tratar a dor ciática pode variar consoante a gravidade da condição e as necessidades individuais do paciente. Não há um número fixo de sessões.

Quais são os benefícios a longo prazo da fisioterapia na dor ciática?

A fisioterapia na dor ciática pode oferecer benefícios a longo prazo, como melhorar a mobilidade, fortalecer os músculos e reduzir a pressão sobre o nervo ciático. Isso pode ajudar a prevenir futuras lesões e a melhorar a qualidade de vida.


Conclusão

Em suma, a dor ciática pode ser uma condição debilitante que afeta significativamente a qualidade de vida das pessoas. Felizmente, a fisioterapia oferece uma variedade de técnicas para tratá-la e preveni-la. Com o meu auxílio especializado no tratamento da dor ciática e exercícios regulares, é possível aliviar os seus sintomas e aumentar a sua capacidade física. É importante lembrar que cada indivíduo responde ao tratamento de forma diferente, portanto é essencial buscar ajuda profissional e personalizada para obter resultados eficazes. Se sofre com esta dor, não hesite em marcar agora mesmo uma avaliação para juntos encontrarmos a solução que melhor funciona para si e para a sua condição.

Lembre-se sempre: saúde é fundamental!

Espero que este artigo tenha sido útil e informativo. Se tiver alguma dúvida ou comentário, não hesite em deixá-lo na secção dos comentários abaixo!




Ricardo Vargues | Fisioterapeuta




Referências:

  1. Luijsterburg PA, Verhagen AP, Ostelo RW, van Os TA, Peul WC, Koes BW. Effectiveness of conservative treatments for the lumbosacral radicular syndrome: a systematic review. Eur Spine J. 2007.

  2. Ostelo RWJG. Physiotherapy management of sciatica. Journal of Physiotherapy. 2020.

  3. American Physical Therapy Association. (2021). Sciatica. https://www.choosept.com/guide/physical-therapy-guide-lumbar-radiculopathy-sciatica

  4. American Academy of Orthopaedic Surgeons. (2022). Sciatica. https://orthoinfo.aaos.org/en/diseases--conditions/sciatica/

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page